04/08/2009

a marcha inexorável do tempo


... e pronto, já entrámos em agosto, a partir daqui é sempre para baixo! contagem decrescente, damos por nós e estamos no natal, depois vem 2010, já passou a primeira década, eu cada vez mais perto dos 50. é o tempo que não pára, não pára, mais pareço o coelho da alice (estou inquieta que o filme estreie por cá, novamente a querer que o tempo passe) mas para quê? para ir para onde? para despachar o quê? para chegar ao quê? juro que não estou com um ataque agudo de existencialismo, apenas - e atónita pela sua marcha - vejo o tempo que passa, inexorável, um batalhão de segundos que marcha, marcha, surdo aos impropérios dos humanos, cego às teorias da física... e mudo, tão mudo, nada nos diz! de que fala o tempo, desregulado entre ser tempo de relógio e tempo meteorológico (os ingleses é que têm razão, uma palavra diferente para cada um), bipolar, esquizofrénico, time killer, de que a história nunca se repete? é mentira, nós é que nunca aprendemos. basta! vou lá fora ver o tempo que o tempo faz e sepultar o meu relógio debaixo de uma pedra...

PS - depois deste desabafo, acho que vou colocar o blogue em férias... ninguém me liga... chuif! Alguém que alimente os peixes, por favor. MM has left the building!

7 comentários:

Su disse...

Maria, arrepiei-me logo só de ler a frase de entrada!! Que é isso, logo hoje, um dia tão bom com sol, finalmente faz calor que se sente que é verão e tu já lhe vens dando o toque de finados?
Precisas é de praia ao final da tarde!

Maria das Mercês disse...

Pois eu diverti-me a escrever este texto, é como uma purga, um exorcismo, reconhecer a realidade e gozar com ela! "Sorry" se te arrepiou, para mim é humor negro... até estou bem-disposta!

Raquel Roque disse...

Ao contrário da maior parte das pessoas, admito que até prefiro um pouco mais o Outono/Inverno que o Verão. Por isso não me arrepia que Agosto termine!!!

Mas esse teu sentimento em relação ao tempo, é de facto preocupante LOL. Aproveita as tardes de sol que têm feito, os finais de tarde são mágicas! Eu estou a trabalhar e com obras em casa buáaaaaaa!
Bjs

Raquel Roque disse...

Onde se lê "os finais de tarde são mágicas" deverá ler-se "os finais de tarde são mágicos".

Maria das Mercês disse...

Merci, Raquel, e boas obras!
Juro que não estou deprimida, apenas constatei uma realidade e fi-lo muito tipo corrente de consciência.

Nuvens clara disse...

Eu vim de propósito alimentar a peixaria...mas entretanto tu voltaste.....
Amiga esquecida de mim :(
Beijo
Clara

Maria das Mercês disse...

Querida Clara, nem sabia que visitavas o meu blogue! Bem-vinda! E não estou esquecida de ti... ou tu de mim, não é? São os caminhos da vida, que nem sempre se cruzam. Visita-me mais vezes e já sei que posso deixar os peixes a teu cargo!
Beijo enorme